18 de abril de 2008

gosto dos teus seios


power lines, de A Brito em 1000 imagens


Gosto dos teus seios. A curva da nascente e o repouso imperioso, içada bandeira no cume dos mamilos. A ponderar os lábios e a ponta dos dentes. Como espuma e água na polpa dos meus dedos. Como rocha amparando os meus intentos. Como fogo a auréola do sol para os meus olhos. A receber afagos da maciez dos teus cabelos.

Um fruto de verão, e o suco escorrendo do meu queixo. Sabor silvestre, corpos quentes, perfume bravio. Pendular sobre o desejo ao fundo aberto na tua ferida de prazer. Pétalas e música. O gemido animal.

Duas luas cheias que recebem a via láctea espremida de mim a espasmos de calor. Plantados no teu jardim onde repouso o corpo exausto de anseios.

Gosto dos teus seios.
Enviar um comentário