26 de março de 2008

fruto


foto de Luís Mendonça em 1000 imagens


A mão é o fruto delicado do teu corpo. Uma promessa de amparo e a expectativa do abrigo. Dedilhando afectos ou retorcendo agruras. A mesma mão que serenamente semeia e colhe a idade dos infantes. Monda o pão dos desejos. Sacode a hesitação dos maus amantes, segura a flor dos ousados. E o resto do corpo, servil e humilde, dá-lhe o mote desenfreado das íntimas explorações. É onde estou, é onde me vais buscar sempre que a mão enfim amadurece, deitada sobre o crepúsculo do êxtase. Como a mão é o fruto, grávido das suculentas investidas de tudo o que és!
Enviar um comentário