12 de outubro de 2005

vocação


fotografia de Hugo Félix em 1000 imagens


Ouves, sentes? É a chuva, que veio agradecer-te o beijo. Cada gota de água que se esmaga na terra tem o som dos lábios que se esmagam no silêncio. Havia tanto para dizer sobre a chuva, mas apenas beijos é o que me sopra aos ouvidos da bátega caindo. Estava um céu plúmbeo como quando morremos aos bocadinhos na tristeza. Um céu de nuvens prontas a explodir, a fazer barulho, contestando

brruuummmm

zangadas por não lerem um sorriso no teu rosto. Pensam as nuvens que não valem a pena os prantos cá na terra quando elas choram por todos. Patetice… como se as nuvens tivessem a vocação de deus.

Mas então sorriste e não se ouviu

brruuummmm

antes

- chlop, splash, xuack

como um beijo, de lábios que se esmagam serenamente e depois com toda a força da água e da paixão, como as gotas que se esmagam sobre a terra.

Sentes? Ouves? São como os meus dedos, enfim, que te percorrem agora o rosto enxugando não o sal das lágrimas que retiveste, mas o alívio de um céu negro na nascente do inverno. Afinal, penso que as nuvens terão alguma razão, com ou sem a vocação de deus…
Enviar um comentário