5 de maio de 2005

paternidade




amigo todas as oliveiras dão paz
e o fruto amadurecido amacia o pão
é como a luz inteira jorrada pelo sol
sobre o prado verde da tua calejada mão

assim é o teu fruto leve como a alva pluma
que cuidarás tal semente que traz consigo
todo o mistério de que se veste a criação

saberá nos teus olhos a cor do mar e a espuma
que namora a areia terra firme do seu signo

toma-o agora e ensina-o a plantar a árvore
de onde germinará os braços de uma nova geração
Enviar um comentário