24 de abril de 2005

noite escura




Eram os dias cinzentos como as nuvens que auguram intempéries. As gentes deslocavam-se numa tela a preto e branco e transpiravam lágrimas e sangue por entre as sombras que lhes surgiam, à socapa.

Era como se fosse um velar prolongado da agonia dentro de grades. Cinzentas.

Locomoção a preto e branco.

Era a noite escura.
Enviar um comentário